segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

QUINTA DO PORTAL GRANDE RESERVA 2006


Região: Douro
Produtor: Quinta do Portal
Enólogo: Paulo Coutinho
Castas: Touriga Nacional (50%), Tinta Roriz (35%) e Touriga Franca (15%)
Vol. Àlcool: 14,5%
 P.V.P.: +/- € 22,50        

Este Quinta do Portal Grande Reserva 2006 foi seguramente um dos melhores vinhos que provei durante o ano que agora termina. 

Tendo sido um ano muito importante para mim, porquanto, não só determinou a minha iniciação no mundo da blogosfera, como também me proporcionou o conhecimento de pessoas maravilhosas que muito tem enriquecido a minha vida, é com especial prazer que o encerro com a publicação de uma nota de prova sobre um vinho da Quinta do Portal. 

Entre outros prémios, este Grande Reserva 2006 conquistou também o troféu de melhor vinho do Douro e uma honrosa medalha de ouro no Internacional Wine Challenge 2008.
  
O responsável pela enologia desta grande Quinta Duriense é o enólogo Paulo Coutinho. Responsável pela enologia e muito mais certamente (acrescento eu!), tal a dedicação e entusiasmo que ele empresta a esta causa.
Para o Paulo Coutinho ser enólogo não é apenas uma profissão…é quase um sacerdócio, uma verdadeira devoção, uma espécie de chamamento com que Deus provavelmente o vaticinou!  

A sua forma de estar no mundo dos vinhos é de facto tão inteira, intensa e apaixonada que não só nos atrai e nos envolve como chega mesmo a ser tocante. 

Tendo sido submetido a um estágio de 14 meses em barricas novas de carvalho francês, este tinto mostra-se bastante concentrado na cor e revela um nariz com uma notável complexidade aromática. 

Não obstante serem profusamente evidentes os seus requintados aromas frutados, com notórias impressões de ameixas pretas e frutos silvestres, foram essencialmente as suas notas balsâmicas e especiadas que me prenderam de imediato. 

Com as suas bem dotadas sensações apimentadas e seus soberbos laivos licorosos e mentolados, o seu nariz estimula-nos energicamente os vários sentidos, deixando-nos, logo à partida, rendidos àquilo que promete ser uma verdadeiro estado de graça! 

Passando cerimoniosamente à sua prova de boca, fui sumptuosamente agraciada com uma voluptuosidade e uma vivacidade que em tudo vieram engrandecer a parcimónia e o respeito que os seus aromas nasais já me haviam conferido. 

Com uma acidez dita “al dente”, uma mineralidade em nada desprezível e uma barrica que se mostra já muito bem integrada, este vinho apresentou-se untuoso, redondo, com taninos já bastantes sedosos e macios e uma profundidade verdadeiramente irrefutável.

Tudo isto num compasso muito certo e afinado, a remeter-nos para um conjunto final harmonioso e sofisticado, como que a fazer crer que as fervorosas preces dos mais puros e fiéis seguidores do vinho tinham sido definitivamente atendidas… 

Um tinto feito de mérito e de sapiência, um tinto de completo deleite, de regozijo e de regalo…como só um grande vinho sabe e pode ser! 
Sem dúvida nenhuma…Um dos melhores tintos que Portugal e o Douro conseguiram fazer em 2006.
Nota pessoal: 18                                                                          Olga Cardoso

4 comentários:

Hugo Mendes disse...

Fica referenciado para prova este ano! Obrigado pela dica!
Também conheci (ainda só de forma interactiva!) o Paulo Coutinho este ano fiquei com essa mesma sensação. Principalmente a paixão, entrega, dedicação! Algo que gostaria de sentir na maioria dos profissionais, de forma genuína e não “paparaziada” (se me permite a invenção da expressão)! O vinho só tem a ganhar com pessoas como o Paulo e sinceramente, muito pouco com o outro tipo!
Parabéns para ele e para a sua equipa!
Bom Ano a todos.

Bom Ano.

OLGA CARDOSO disse...

Tem toda a razão, é de facto de gente como o Paulo Coutinho que o vinho precisa.
Muito obrigada pela visita e um Bom Ano para si também Hugo.

M.S. disse...

Todos os vinhos desta Quinta, tem algo de especial para mim quando os bebo.

Seja Brancos, Rosés, Tintos, Vintage ou mesmo os Rubys, sente-se em cada gota do néctar um prazer imenso.

Aconselho também uma visita à magnifica Casa Rural e à nova adega, em Sabrosa.

Abraço

OLGA CARDOSO disse...

Muito obrigada pelo seu comentário M.S.

Tive a oportunidade de provar vários vinhos desta Quinta e fiquei fã.

A grande maioria (e o portefólio é imenso!) exibe uma grande qualidade.

Estou a preparar uma nota sobre alguns. Espero que lhe agrade,

Até sempre.

Olga Cardoso