sábado, 5 de dezembro de 2009

CORPUS 2007


Região: Douro
Produtor: Veredas do Douro - Quinta da Revolta
Enólogo: Gabriela Canossa
Castas: Touriga Nacional e Touriga Franca
Estágio: 6 meses em barricas novas de carvalho francês
Vol. Álcool: 14%
P.V.P.: +/- € 17,00

A história deste vinho começou a narrar-se em 2002, data em que a sua marca foi registada. Esta empresa há muito que pretendia produzir um topo de gama duriense que, segundo a própria descreve na sua ficha técnica, proporcionasse uma verdadeira orgia dos sentidos.
O mote estava lançado, faltando, contudo, o surgimento de um “mago” que com elevada mestria fizesse jus ao seu propósito.
Em 2006 esse “mago” apareceu mas numa versão feminina. Gabriela Canossa - “uma  mera aprendiz de feiticeira”, segundo as suas modestas palavras.
Algum tempo depois, e também pelas mãos da sua “criadora”, este vinho ganhou um rótulo sugestivo e esclarecedor. Com traços simples mas seguros, o Arq. Siza Vieira desenhou um conjunto de corpos em perfeito deleite, numa volúpia de sentidos que traduzem correctamente a natureza do vinho que a garrafa encerra.
A Gabriela Canossa é ainda uma jovem enóloga mas já com vasta experiência. Encontrando-se presentemente a prestar assistência a alguns projectos vitivinícolas, começou a sua carreira na prestigiada Taylor’s, tendo passado também pela Real Companhia Velha e por uma profícua experiência internacional na região francesa da Alsácia.
Muito concentrado na cor, este Corpus revela um nariz intenso, com poderosos aromas varietais. Notas vegetais a lembrar a típica esteva e uma suave mineralidade estão também bastante presentes.
Na boca mostra-se guloso, com bom corpo e uma elegância desconcertante. Com apreciável frescura e taninos musculados, este tinto duriense demonstrou ser detentor de um final longo e cheio de força.
Este vinho de perfil moderno e até com um quê de paradoxal, já que tem tanto de vigoroso e aguerrido como de fino e elegante, irá certamente engrandecer-se ainda mais com um estágio em cave.
No entanto, não deixem de o degustar no imediato, pois não tenho a mínima duvida que ele poderá, desde já, proporcionar-lhes momentos de sublime prazer.
Um vinho refinado e genuíno que nos consegue facilmente remeter para um espaço transdimensional…para sensações de gáudio supremo e com algo de eterno…é isso mesmo…uma sensação de prazer perpétuo! Um vinho que possui, indesmentivelmente, uma energia telúrica e uma fluência etérea.
E se há vinhos que realmente nos conseguem espelhar a verdade…este é seguramente um deles! Só me apetece dizer - IN VINO VERITAS!…in casu…, VERITATIS SPLENDOR EST!                                   

Nota pessoal: 18

7 comentários:

Ricardo Campos disse...

mais um vinho que eu quase de certeza só vou ouvir falar...

Paixão do Vinho disse...

Encontrar e reencontrar, amigos amigas com vinhos neste espaço de eleição de quem sabe escrever e transcrever as sensações e emoções que nos invadem aquando da prova ...

OLGA CARDOSO disse...

Ricardo...estás convidado para provar este vinho comigo.

Só temos de combinar a data!

OLGA CARDOSO disse...

Obrigada pelas palavras...Paixão do Vinho.

Temos uma Paixão comum,a do vinho... e é sempre bom encontrar pessoas que percebem o que nos move. A maioria acha-nos uns esquisitos...que só sabem cheirar, agitar copos e dizer coisas estranhas sobre os vinhos.

Se com este blog conseguir despertar mais interesse e respeito pelo vinho...já fico muito feliz!

Ricardo Campos disse...

fico lisongeado com o convite!
deixo ao teu criterio a data do convite.

JFG disse...

Acabei de ler um artigo sobre este vinho e fiquei curioso.
Onde o posso comprar para o provar..
Pelos comentários já estou a imaginar que vou viajar nas nuvens.

Este vinho será bom com picantes??

´Francisco Granja

As Minhas Aventuras na Tunolândia disse...

No El Corte Inglês poderá encontrar este vinho.